sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Melhor Atriz: Década 2000 - Opinião (Parte 3)




A última década não foi um marco, ao menos, não foi um marco para o cinema. Está certo que essa afirmação não pode ser entendida de um modo geral, pois fatos importantes ocorreram (como sagas e filmes, claro, extremamente importantes e interessantes), mas, ainda sim, não teve a mesma força de outros tempos. Pode soar estranho, mas é uma sensação válida, ainda mais quando se é analisado mais a fundo as vencedoras do Oscar de Melhor Atriz da última década. Personagens e estórias se repetem, como se a premiação do Oscar estivesse presa a um tipo de círculo vicioso, ou melhor: a Academia já tinha a sua estratégia, a sua receita para o sucesso.

Assim como foi dito no post de abertura deste especial as atrizes vencedoras da última década tem muito em comum. Por exemplo: temos uma porcentagem gritante de atrizes que interpretaram figuras já conhecidas (Nicole Kidman, Charlize Theron, Sandra Bullock, Marion Cotillard, Julia Roberts, Helen Mirren e Reese Witherspoon) e apenas duas atuações oriundas de personagens fictícias (Kate Winslet e Halle Berry). Um ponto interessante, já que a Academia parece considerar mais uma atuação "baseada em fatos reais" do que em uma composição mais verídica, já que, querendo ou não, compor um personagem que já "existiu" acaba facilitando bastante. Porém, isso acaba sendo uma discussão um tanto vaga já que a cada ano parece brotar mais e mais biografias baseadas em tantas coisas que acaba sendo difícil o que de fato é original ou não, porém, isso acaba sendo uma boa reflexão para o atual estado em que o cinema de um modo geral se encontra, mas isso nem é segredo de estado.

O que acaba sendo um ponto em comum é o fato das atuações fortes e avassaladoras. Está certo que há um pequeno de grupo de atuações nada mais do que agradáveis, que desde sempre foram contestadas (Sandra Bullock e Reese Witherspoon não iriam gostar disso!), porém, percebe-se que a Academia gosta de um bom drama em cena. Aliás, praticamente não há uma única atriz - na última década - que tenha ganhado a estatueta por um personagem cômico ou algo parecido. Tiveram ganhadoras que ganharam de forma debochada por atuações descabidas, como o caso de Sandra Bullock, mas não ocorreu exatamente o contrário. Creio que Academia tenha entrado em uma zona de conforto e parece não haver muito esforço para sair dela. Tivemos atuações esplêndidas, mas em diversos casos, não foram as melhores atuações do ano. Claro que é difícil agradar a todo mundo, mas seria mais fácil se realmente houvesse justiça ao simplesmente eleger a melhor atuação do ano. Obviamente que isso não vai mudar já que é uma opinião pessoal (talvez você não encontre erros, por exemplo, na atuação de Bullock), mas seria realmente formidável se isso acontecesse.


 
Sandra Bullock, Halle Berry, Nicole Kidman, Hilary Swank e Reese Whiterspoon também têm outra coisa em comum: as escolhas cinematográficas. Já notaram que após ganhar o Oscar todas, ao menos às citadas agora, fizeram escolhas absurdas? De alguma não tiveram um bom momento no cinema. Halle Berry até agora consegue ser mais prejudicada já que praticamente não conseguiu se reerguer do baque causado pela sua mulher-gato; Reese Whiterspoon já cansou dos dramas e Sandra Bullock anda preocupada demais em fazer as escolhas certas. Nicole Kidman até alcançou a glória novamente, mas não por completo, pois sempre acaba fazendo uma ou outra escolha equivocada. Qual a conclusão disso? A Academia podia parar de premiar celebridades e começar a premiar atrizes. Quer dizer, por mais que eu goste de Reese e sua atuação em "Johnny e June" (2005), nunca vou esquecer que ela ganhou da competente atuação de Felicity Huffman em "Transamérica" (2005). Entendem? Essa também não é uma situação generalizada, mas acaba sendo um ponto discutível. Enfim, a Academia não vai mudar e nossas opiniões também não. Sempre haverá discordâncias. A última década pode não ter sido perfeita, mas também, qual foi? Talvez nenhuma.

por Alan Raspante

3 comentários:

Kamila disse...

Excelente texto, Raspante! Parabéns! Você fez um ótimo apanhado das vencedoras do Oscar de Melhor Atriz na última década. Concordo com tudo que você escreveu!

Patricia Baleeira disse...

Olá Amigo Cinéfilo,
Vim retribuir sua visita em meu humilde Blog,rs.
Adorei o texto e concordo com a frase:
" ....precisam começar a premiar ATRIZES"
É isso aí!
beijos.

Brenno Bezerra disse...

Minha categoria preferida do Oscar. Dentre as performances, a que mais me impressionou foi a da Charlize Theron.