sábado, 10 de novembro de 2012

Charlize Theron: "Monster - Desejo Assassino"



CHARLIZE THERON (07/08/1975 – Gauteng, África do Sul)
Primeiro filme: “Colheita Maldita 3” (1995, não-creditada)| Contato de Risco (1996)
Principais trabalhos: “Advogado do Diabo” (1997), “Doce Novembro” (2001) “Uma Saída de Mestre” (2003), “Monster – Desejo Assassino” (2003), “Terra Fria” (2005), “Hancock” (2008), “Jovens Adultos” (2011).
Indicações ao Oscar: 2004 – Melhor Atriz: Monster – Desejo Assassino – venceu || 2006 – Melhor Atriz: Terra Fria

Charlize Theron parecia já ter um destino traçado no início de sua carreira, afinal, é de conhecimento geral que dentro do cinema ou se é bonita demais ou talentosa demais. Não que isso seja uma regra exclusiva, até mesmo porque sabemos que existem (e existiram) atores e atrizes bonitos e talentosos. Acontece que Charlize possui uma beleza que chama a atenção, ou seja, poderia ser facilmente endeusada ou facilmente tachada como sexy symbol. Está certo que a atriz, de imediato, não quis mudar este pensamento, porém Charlize enxergou que precisava ir além para alcançar o status que almejava. Ela precisava mostrar que era mais que um rosto (e um corpo) bonito.

A atriz se envolveu em projetos interessantes e que foram sucesso de bilheteria ("Doce Novembro", "O Advogado do Diabo" e "The Wonders – O Sonho Não Acabou”, de 1996), porém, em nenhum deles a atriz possui um papel que realmente exigisse de si. Porém, este status acabou mudando quando a atriz decidiu protagonizar o filme "Monster - Desejo Assassino", filme difícil e que, claro, exigiria muito e em todos os sentidos. Sendo uma história conhecida pelos EUA, creio que tenha havido uma enorme curiosidade por parte de todos, afinal, era de conhecimento que a verdadeira assassina não tinha ares de modelo, ou melhor dizendo: Charlize era exatamente o oposto do perfil da personagem. Desafio aceito, Charlize entrou de cabeça para viver a protagonista.

Aileen sofreu abuso sexual na infância e na adolescência acabou virando garota de programa, porém, Aileen na verdade é lésbica e acaba se apaixonando perdidamente por Selby (vivida por Christina Ricci). Entre umas e outras, Aileen acaba se tornando uma serial killer. O caso é conhecido por ser uma das primeiras assassinas em série nos EUA. Portanto era de se esperar que em algum momento, Aileen ganharia as telas do cinema, já que a sua vida realmente daria um bom filme. Praticamente idêntica, Charlize engordou sofríveis 13 kg; utilizou uma prótese dentária e escureceu os dentes; adotou algumas manchas na pele; raspou as sobrancelhas e se livrou do seu jeito feminino. Charlize sofreu uma mudança drástica em cena.

Claro que esta singela mudança acaba virando notícias e ganhando olhares curiosos, mas o fato é que Charlize simplesmente não só mudou os seus maneirismos como também atuou de forma intensa e até mesmo insana. A caracterização contribuiu, mas a atriz, neste filme, mostrou um amadurecimento considerável e o seu talento praticamente desabrochou. Não foi simplesmente pelo aspecto visual, mas, Charlize, viveu a personagem em cena. Deste modo, o seu Oscar foi bem justificável, a meu ver. Isso sem contar que a atriz vem demonstrando um amadurecimento gradativo desde então.

por Alan Raspante

5 comentários:

Kamila disse...

Gosto muito desse filme e, mais ainda, da atuação da Charlize Theron em "Monster - Desejo Assassino". É uma personagem difícil e a entrega de Theron ao papel foi tamanha e está impressa desde o momento em que a vemos, completamente transformada e na pele de Aileen. Uma atuação assombrosa e completamente merecedora de todos os prêmios que conquistou.

Serginho Tavares disse...

é interessante como ela está natural neste filme não é? não parece que tenha feito nada para mudar e sim que ela sempre foi daquele jeito... um Oscar merecidíssmo!

Luís disse...

Charlize está simplesmente maravilhosa nessa filme. Não há senão outro adjetivo que lhe descreva senão impecável!

Nathália disse...

Indubitavelmente a melhor entre as melhores da década!

Leonardo Xanas disse...

Fica a dica para os produtores de Bruna Surfistinha... Colocar uma gatinha globo para interpretar uma prostituta q e feia demais so para dar bilheteria dá nisso. Atuaçao lamentável